<$BlogRSDURL$>

(Re)nascido


Um blogue a toda a largura (redimensionável pelo leitor)

terça-feira, novembro 30, 2004

Parabéns a vocês 

Os visitantes deste blogue valem bem mais de um milhão!

CAP @ 11/30/2004 10:43:00 da tarde

Comentar (4)

segunda-feira, novembro 29, 2004

Nevermore 

Juro a mim mesmo que não me tornam a apanhar naquela oficina da Opel junto ao rio. Ou na de Gaia, ou na de Rio Tinto... afinal aquilo é tudo do mesmo. Em duas semanas, mais de 1.300 €uros, três dias perdidos conversas ao telemóvel a dizer que não, depois que sim, que tinham pedido autorização ao senhor engenheiro (aquele miúdo? nem uma porta de vidro sabe fechar!...); que é prás tantas, prás tantas mais um, mais dois, mais... Se voltar lá, batam-me! A sério!

CAP @ 11/29/2004 11:23:00 da tarde

Comentar (1)

Livre arbítrio 

Tomou café no sítio do costume e pagou. Do troco, escolheu umas moedas e dirigiu-se à máquina junto à porta. Meteu as moedas, seleccionou a marca e retirou o pacote, dobrando ligeiramente as costas. Displicentemente rasgou o celofane, abriu o pacote e amarfanhou a última barreira sem notar nada de diferente ou estranho naquela rotina tão banal. Já do lado de fora, parou. Lá dentro, apenas dois cigarros e uma folha de papel enrolada. Pegou nela, desdobrou-a e leu:

Podes fumar um destes cigarros quando te apetecer... o outro, será o teu último!

Raio de sonho mais idiota...

CAP @ 11/29/2004 01:26:00 da manhã

Comentar (5)

domingo, novembro 28, 2004

Translações V 

copyright-cap

Sabes o filme de cor, revisto sem conta,

sem som.

C. Ascensão Paredes

CAP @ 11/28/2004 10:33:00 da tarde

Comentar (0)

Sob a estrela de inverno 

Que tempo tão nórdico este, que às quatro horas da tarde já não se pode andar na rua! Foi assim a semana toda e, hoje, a chuva não veio alterar nada.

CAP @ 11/28/2004 04:04:00 da tarde

Comentar (4)

S/T 

- Sabes o que é a ironia? - Ironia?... Acho que li sobre isso numa revista. - ... - Hum!... Não sei, acho que era sobre hormonas...

CAP @ 11/28/2004 01:07:00 da manhã

Comentar (3)

sábado, novembro 27, 2004

O espectáculo tem de continuar 

I can fly, my friend!

afp-scaledcomposites

CAP @ 11/27/2004 11:12:00 da tarde

Comentar (2)

Primeiro aniversário 

Horas negras: para bens e para males... de coração, por exemplo.

CAP @ 11/27/2004 05:06:00 da tarde

Comentar (0)

Só agora? 

A Lycos está a estudar um sistema que identifica os servidores de onde partem as mensagens de spam, de forma a tornar-lhes o custo da largura de banda mais elevado.

CAP @ 11/27/2004 04:37:00 da tarde

Comentar (0)

Alarmes de corrida à minha janela 

Tuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstuéstués

CAP @ 11/27/2004 01:18:00 da manhã

Comentar (0)

sexta-feira, novembro 26, 2004

O mar do sol II 

Por trás de um comboio de nuvens, um sol desperta da letargia Refresca-se com um punhado de gotas de chuva Brinca com as chamas do fogo Constrói arcoris Traduzido do inglês a partir daqui.

CAP @ 11/26/2004 11:22:00 da tarde

Comentar (0)

A ouvir: O mar do sol 

hafssól bakvið skýjaból vaknar sól úr dvala svalar sér við kalda dropa regnsins leikur sér við heita loga eldsins býr til regnboga sigur rós, von, 1997

CAP @ 11/26/2004 04:23:00 da tarde

Comentar (4)

quinta-feira, novembro 25, 2004

I can't ear you! 

copyright-cap

CAP @ 11/25/2004 11:05:00 da tarde

Comentar (3)

A questão do dia 

O que se faz com quem insiste em não perceber as coisas a bem?

CAP @ 11/25/2004 05:51:00 da tarde

Comentar (2)

Au suivant! 

Retirado daqui, via um dos membros: Princípios éticos mínimos para um convívio saudável entre primatas, ou regras básicas para nos distinguirmos de símios, invertebrados e outros bichos: 1. Ser tratado com consideração (...) 2. Honrar a palavra, cumprir compromissos, acordos, contratos ou prazos, respeitar as leis razoáveis, os direitos e dignidade de terceiros (...) 5. Não (...) oprimir (...) outros sobre quem se possui autoridade hierárquica ou funcional é de decência mínima; (...) E tu? Como foi o teu dia?

CAP @ 11/25/2004 01:25:00 da manhã

Comentar (5)

terça-feira, novembro 23, 2004

Ah! O que eu gosto 

de um bom desafio!

CAP @ 11/23/2004 10:12:00 da tarde

Comentar (0)

Bolonha para que te quero 

À atenção dos alunos do secundário e do superior, futuros candidatos ao desemprego: Já ouviram falar da "graduate tax"? À atenção dos professores do superior e talvez não só: Já ouviram falar de ordenado e carreira associados aos resultados? Hoje, no JN, entrevista com Alberto Amaral, antigo reitor da Universidade do Porto. Só sobrevoei o artigo, mas há lá mais.

CAP @ 11/23/2004 02:28:00 da tarde

Comentar (0)

A propósito de 

um nostálgico sortido de comentários aqui, alguém se lembra de uma série televisiva que passou nos anos 70 que narrava as aventuras de quatro soldados polacos (ao serviço do exército vermelho, salvo erro) e do seu pastor alemão, a bordo de um blindado durante a 2ª Guerra Mundial? Num dos episódios eles pintaram o nome de cada um a tinta branca no tanque e o cão assinou com a pata. Nem o Santo Google me conseguiu ajudar. Seria Os quatro e o seu cão? Ou estou a inventar...

CAP @ 11/23/2004 01:13:00 da manhã

Comentar (12)

100coluna 

Esta coisinha irritante de ter a coluna da direita a perder-se nos fundos da página dia-sim dia-não, vai acabar. Podem ter a certeza! Vai haver surpresas...

CAP @ 11/23/2004 01:10:00 da manhã

Comentar (0)

segunda-feira, novembro 22, 2004

Almost perfect 

E viva o teletrabalho!

CAP @ 11/22/2004 05:35:00 da tarde

Comentar (0)

Translações IV 

copyright-cap

Arpão exangue sangue tingido pingo, pinga... pingas.

C. Ascensão Paredes

CAP @ 11/22/2004 01:52:00 da manhã

Comentar (10)

domingo, novembro 21, 2004

Intermitências 

Tenho vindo aqui às pinguinhas, nos intervalos do trabalho. Foi dando para espreitar os vizinhos, mas o blogger manteve-se intocável. E o blo.gs e os comentários. Só agora consegui entrar. Volto mais logo que, agora, vou jantar.

CAP @ 11/21/2004 08:20:00 da tarde

Comentar (2)

FNAT sem Federação Nacional 

Digam-me lá se não é um mimo este coro dos descontentes: - Noutros sítios a carroça costuma ir atrás dos burros! Pois é! Mas aqui, os burros nem atrás da carroça querem ir.

CAP @ 11/21/2004 01:36:00 da manhã

Comentar (0)

sábado, novembro 20, 2004

Há 30 minutos atrás 

a minha casa estava iluminada em tons laranja. O sol já desapareceu!

CAP @ 11/20/2004 05:18:00 da tarde

Comentar (0)

Pub à borla 

Chegou-me por correio electrónico o lançamento de um livro de poesia. A editora em questão, para além de um blogue, tem uma página bela, simples e bastante funcional. É a Ariadne Editora.

logo

CAP @ 11/20/2004 04:01:00 da tarde

Comentar (0)

Vagamente familiar 

coral

Mas não consigo dizer o que é...

CAP @ 11/20/2004 01:35:00 da manhã

Comentar (7)

sexta-feira, novembro 19, 2004

De autocarro 

Era tão fácil criar uma visão menos negativa dos estudantes universitários, bastava eles estarem calados.

CAP @ 11/19/2004 01:49:00 da manhã

Comentar (2)

quinta-feira, novembro 18, 2004

Leituras 

A São Tantas desenterrou uma fábula deliciosa do Mia Couto que, de tão actual, até arrepia. Vão ler.

CAP @ 11/18/2004 02:02:00 da manhã

Comentar (2)

Dá para acreditar? 

Caro C. A. P., Há mais de 75 dias que não actualiza o seu Blog, e estamos a sentir a sua falta. Não se esqueça que um Blog, só o é, se for actualizado com alguma regularidade. Relembramos que após 90 dias de inactividade, os Blogs expiram, sendo removidos do sistema, e nós não queremos remover o seu Blog dos nossos servidores. Ficamos à espera dos seus artigos. Até breve, A equipa dos Blogs do SAPO Primeiro não me deixam usá-lo, agora vêm com isto!!!

CAP @ 11/18/2004 01:51:00 da manhã

Comentar (2)

It's been a hard day's night 

You are 73% Gemini

How much do you match your zodiac sign?

CAP @ 11/18/2004 01:23:00 da manhã

Comentar (0)

Directório de blogues 

Lá em baixo, muito no fundo, à direita, tem a palavra o leitor. Para quem quiser classificar este amontoado de coisas sem interesse geral.

CAP @ 11/18/2004 12:32:00 da manhã

Comentar (3)

terça-feira, novembro 16, 2004

Vá lá uma pessoa perceber isto! 

gooトップ お気に入りの画像を探そう [ ] の検索結果です。 一覧に戻る 画像検索結果 (約0件中 0件目を表示)    大きさ xピクセル 容量 kB この画像は縮小してあります - イメージのみ表示 - この画像は著作権が存在する可能性があります 画像の元のページです:

CAP @ 11/16/2004 11:48:00 da tarde

Comentar (2)

Safa! 

Estive preso na fogueira de vaidades estas últimas 48 horas. Com mais alguns azares à mistura; acho que nada me pode correr mal nos próximos tempos, já devo ter esgotado a cota de azar. Vou jantar e volto para responder aos comentários.

CAP @ 11/16/2004 08:29:00 da tarde

Comentar (0)

segunda-feira, novembro 15, 2004

Que se passa 

com a porcaria deste template que, volta e meia, me atira a coluna da direita lá para os fundos sem razões para isso? Vou ali fazer uma experiência e já venho.

CAP @ 11/15/2004 01:30:00 da manhã

Comentar (6)

domingo, novembro 14, 2004

Pensamento para o dia de amanhã 

Se os que lidam comigo diariamente (ou o fizeram no passado) gostam de mim, porque é que tenho de me preocupar com ascensores?

CAP @ 11/14/2004 09:47:00 da tarde

Comentar (6)

Com votos de melhoras 

Só espero que o Xico não leia isto. COMO DAR UM COMPRIMIDO A UM GATO... 1. Pegue no gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebé. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas enquanto segura o comprimido na palma da mão. Quando o amorzinho abrir a boca atire o comprimido lá para dentro. Deixe-o fechar a boquita e engolir. 2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato no braço esquerdo e repita o processo. 3. Vá buscar o gato ao quarto e deite fora o comprimido meio desfeito. 4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço enquanto lhe segura firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir as mandíbulas e empurre o comprimido com o indicador direito até ao fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada enquanto conta até dez. 5. Recupere o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-fatos. Chame a sua esposa do jardim. 6. Ajoelhe-se no chão com o gato firmemente preso entre os joelhos, segure as patas da frente e de trás. Ignore os miados baixos emitidos pelo gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do gato com uma mão enquanto força a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Deixe cair o comprimindo ao longo da régua e esfregue vigorosamente o pescoço do gato. 7. Vá buscar o gato ao suporte do cortinado e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota para comprar outra régua e reparar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da terra e guarde-os para colar mais tarde. 8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa para se deitar por cima de forma a que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco. Coloque o comprimido na ponta de uma palhinha de beber, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis. Sopre o comprimido da palhinha para dentro da boca do gato. 9. Leia a literatura inclusa na embalagem para verificar se o comprimido faz mal a humanos, beba uma cerveja para retirar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangue da carpete com o auxilio de água fria e sabão. 10. Retire o gato do barracão do vizinho. Vá buscar outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até ao pescoço de forma a que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Utilize um elástico como fisga para atirar o comprimido pela garganta do gato abaixo. 11. Vá buscar uma chave de fendas à garagem e coloque a porta do armário de novo nos eixos. Beba a cerveja. Vá buscar uma garrafa de whisky. Encha um copo e beba. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data de quando apanhou a última vacina contra o tétano. Aplique compressas de whisky na bochecha para desinfectar. Beba mais um copo. Atire a t-shirt fora e vá buscar uma nova ao quarto. 12. Telefone aos bombeiros para virem retirar o cabrão do gato de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpa ao vizinho que se estampou contra a vedação enquanto tentava desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido de dentro da embalagem. 13. Amarre as patas da frente às patas de trás do filho da puta do gato, com a mangueira do jardim e de seguida prenda-o firmemente à perna da mesa da sala de jantar. Vá buscar as luvas de couro para trabalhos à garagem. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta seguido de um grande pedaço de carne. Seja suficientemente bruto, segure a cabeça do corno na vertical e despeje-lhe um litro de água pela goela abaixo para que o comprimido desça. 14. Beba o restante whisky. Peça à sua esposa que o conduza às emergências e sente-se muito quieto enquanto o médico lhe cose os dedos, o antebraço e lhe remove os restos do comprimido de dentro do seu olho direito. A caminho de casa contacte a loja das mobílias para encomendar uma nova mesa de jantar. 15. Trate de tudo para que a protectora dos animais venha buscar o cabrão do gato mutante fugido do inferno. Telefone para a loja dos animais e pergunte se têm piranhas. Nota: nenhum animal, se exceptuarmos o homem, a esposa e o vizinho, foi maltratado durante os acontecimentos aqui narrados. Nota 2: o JP que me perdoe...

CAP @ 11/14/2004 06:07:00 da tarde

Comentar (2)

O negrito é meu 

Modelo de educação sexual português é "alarmante" Um especialista norte-americano classificou de "alarmante" o modelo de educação sexual utilizado em Portugal, por estimular a iniciação sexual prematura dos jovens, durante um congresso, ontem, sobre a matéria, a decorrer em Lisboa. Durante o congresso "50 anos de educação sexual - Balanço e perspectivas", o especialista William Coulson desaconselhou vivamente a aplicação de programas de educação sexual que ele mesmo criou em colaboração com Carl Rogers, na década de 1960, e que são actualmente aplicados em muitos países ocidentais como Portugal. "É muito alarmante que o Governo português se proponha fazer algo que se revelou tão destrutivo nos Estados Unidos da América", disse, à agência Lusa. A ideia era "estimular as crianças a ter novas experiências e falar sobre os seus sentimentos nas salas de aula", mas tal "acabou por revelar-se muito destrutivo", porque aumentava a curiosidade das crianças pela sexualidade, explicou. Segundo Coulson, o que se verificou no EUA "foi que as crianças mais experientes começavam a influenciar as menos experientes, fazendo com queiram ter relações sexuais mais cedo, o que não é bom por causa das doenças sexualmente transmissíveis". William Coulson defende o regresso a uma "educação mais académica" e que sejam dadas às crianças "instruções muito firmes sobre os métodos tradicionais", como o desencorajamento do divórcio e de relações sexuais antes do casamento. Por sua vez, o professor universitário e especialista em questões ligadas à família e à educação sexual, João Araújo, considerou "muito maus" os conteúdos dos materiais recomendados pelo Ministério da Educação para serem utilizados pelos professores como fontes para organizarem as suas aulas sobre esta temática".

CAP @ 11/14/2004 02:51:00 da tarde

Comentar (2)

GeoLocation Services 

Há um interessante sistema de identificação geográfica de blogues que nos permite listar os que estão mais próximos de nós. O problema é que, como poucos estão registados, os mais próximos das minhas coordenadas são espanhóis, ingleses e alemães.

CAP @ 11/14/2004 12:07:00 da manhã

Comentar (2)

sábado, novembro 13, 2004

A situação é grave 

Qual a frase mais temida quando estamos perdidos e pedimos uma informação? - Não tem nada que enganar!...

CAP @ 11/13/2004 08:06:00 da tarde

Comentar (2)

Limites 

Até onde podemos ir ao comentar um artigo de outro blogue? Há-os mais circunspectos, mais racionais, mais folgazões, com uma carteira de comentadores fixa e fiel, os laudatórios e os crítico-cáusticos. Até onde ir, então? Correr o risco de ser considerado um intruso, ou pior, também a mim já me passou pela cabeça, naquela fracção de hesitação que antecede o clique no ok. Alguns, reservam-se, explicitamente, o direito de os eliminar, outros acabam por se verem compelidos a fazê-lo (já apaguei o chorrilho de palavrões de um frustrado que por aqui passou) em certas situações, outros desistem dessa interacção e outros ainda, pura e simplesmente ignoram que ela existe. Pensei em encher este texto de hiperligações exemplificativas, mas acabei por descobrir que são horas do ir recuperar o corpo. Tenham um bom fim-de-semana e até mais logo.

CAP @ 11/13/2004 02:35:00 da manhã

Comentar (13)

Dispersão 

Tenho andado a dar palpites nos blogues dos outros e depois aqui... nada!

CAP @ 11/13/2004 12:36:00 da manhã

Comentar (5)

sexta-feira, novembro 12, 2004

IMÓVEL 

SALÃO OLÍMPICO inaugura IMOVEL um projecto de NUNO RAMALHO e RENATO FERRÃO Sexta-Feira, 12 de Novembro, 22h até 12 de Dezembro
O Índice Material
O projecto da cidade ocidental novecentista é realizado não tanto pela concretização da diferença que a cenografia oficial instala (a reconfiguração das matérias inertes que confirma a mesmidade do funcionamento político da urbe) como por um rasto imenso de restos, de segmentos que persistem à elisão de conjunto, de formas neutralizadas, invisibilidadas ou abandonadas. Se quisermos entender uma cidade (e a do Porto, tal como é hoje, sem habitantes e sem projectos guiados por uma “ideia de cidade”, presta-se exemplarmente a isso), devemos procurar identificar no seu recorte negativo as suas causas e o seu futuro. À semelhança de Walter Benjamin quando, em “Paris Capital do Século XIX”, procura realizar uma arqueologia da cidade, dirigindo-se ao encontro dos fantasmas a partir da cultura material que resistiu e permaneceu às transformações do novo século. O indicial é para Benjamin o objecto antigo que pela velhice deixou de oferecer uma utilidade, mas ao mesmo tempo, recente o suficiente para passar despercebido na sua banalidade. É sobre esses documentos que devemos atentar: aqueles que, despercebidos, vivem entre cá e lá, pendulam entre dois contextos políticos distintos, aguardando silentes pelo seu desaparecimento material.
João S. Cardoso, 2004

imovel

CAP @ 11/12/2004 11:22:00 da tarde

Comentar (0)

Espanto? Nem tanto!... 

Eu, que nem costumo comprar o peixe para casa, a dar umas explicações a uma jovem esposa de como comprar peixe fresco. Isto está bonito, está!...

CAP @ 11/12/2004 12:05:00 da manhã

Comentar (5)

quinta-feira, novembro 11, 2004

Tranquilidade 

para as próximas vinte semanas.

border=

CAP @ 11/11/2004 10:41:00 da tarde

Comentar (2)

Vida: manual de instruções XIV 

Põe exagero em tudo o que fazes!

CAP @ 11/11/2004 01:29:00 da manhã

Comentar (2)

quarta-feira, novembro 10, 2004

Contributo para um mundo mais 

Contemplativo

policrom

CAP @ 11/10/2004 10:46:00 da tarde

Comentar (2)

Mais vale tarde 

A imagem que encabeça esta página, é a realização de um pequeno e longínquo desejo da Encantada.

CAP @ 11/10/2004 09:50:00 da tarde

Comentar (5)

terça-feira, novembro 09, 2004

Our own private wall 

copyright-cap

Outside the Wall All alone, or in twos, The ones who really love you Walk up and down outside the wall. Some hand in hand And some gathered together in bands. The bleeding hearts and artists Make their stand. And when they've given you their all Some stagger and fall, after all it's not easy Banging your heart against some mad bugger's wall. Roger Waters, Pink Floyd - The Wall, 1982 Do lado de fora do muro Sozinhos, ou aos pares, Aqueles que te amam de verdade Calcorreiam o lado de fora do muro, para cima e para baixo. Alguns de mãos dadas E outros reunidos em grupos. Os apaixonados e os artistas Manifestam-se. E ao darem-te tudo de si Alguns tropeçam e caem, afinal não é fácil Bater o coração contra o muro de um louco amaldiçoado. Assassinado por cap

CAP @ 11/09/2004 10:07:00 da tarde

Comentar (1)

Serviço público gratuito 

Para os amantes da noite e da boa música: esta madrugada, pelas 2h30, na RTP, o concerto The Wall em Berlim para comemorar os quinze anos da queda do muro da actual capital alemã, que se comemoram hoje. O concerto tem catorze anos.

CAP @ 11/09/2004 07:32:00 da tarde

Comentar (0)

Living on the edge 

Às vezes adoro sentir a confiança deste gatinho.

perigo

CAP @ 11/09/2004 12:20:00 da manhã

Comentar (4)

domingo, novembro 07, 2004

Novidades 

Noto agora que ainda não escrevi nada hoje, por isso... Um novo artigo, revolucionariamente inovador, virá substituir este, num futuro não muito longínquo.

CAP @ 11/07/2004 06:52:00 da tarde

Comentar (1)

sábado, novembro 06, 2004

Baixo em calorias 

Finalmente, o produto mais esperado dos últimos tempos:

diet

CAP @ 11/06/2004 06:49:00 da tarde

Comentar (5)

To make a prairie it takes a clover and a bee 

Para fazer uma pradaria é preciso um trevo e uma abelha, Um trevo, e uma abelha, E sonho. O sonho, por si só, bastará, Se as abelhas faltarem. Emily Dickinson

CAP @ 11/06/2004 12:19:00 da manhã

Comentar (0)

sexta-feira, novembro 05, 2004

Começou ontem 

joao

E vai até 10 de Dezembro.

CAP @ 11/05/2004 06:44:00 da tarde

Comentar (0)

Take that 

Depois de uma longa demanda, num país do outro lado do mar, encontraram finalmente os dois melhores da nação para o duelo final. Ganhou o filho do antigo e irmão do próximo? Os povos do lado de cá do mar não gostaram? Mas... que se podia esperar de um quase-continente ocupado pela escumalha escorraçada da Europa que dizimou os seus nativos?

CAP @ 11/05/2004 12:09:00 da manhã

Comentar (1)

quinta-feira, novembro 04, 2004

Don't piss me off! 

O meu desabafo anterior prendia-se com um certo desencanto que me atingiu quando vi noutros blogues coisas, imagens, frases que já publiquei anteriormente. Bem sei que são coisas enviadas ininterruptamente por correio electrónico à volta do mundo, de domínio público. Mas, o facto de as ter publicado aqui, tornou-as um pouco minhas... Entristeceu-me também o destaque que elas tiveram nesses outros lados. Podem chamar-me nomes, vá! não me importo, mesmo! Se há coisa de que sempre estive muito ciente, foi da minha insignificância neste mundo (embora disfarce menos mal). Apeteceu-me deixar tudo em rascunho e não publicar mais nada. Era o que teria feito, não fosse o caso de duas situações que se sucederam hoje: os militares americanos, que já cá tinham vindo, voltaram; mais tarde, quando abri o editor do blogger para fazer uma alteração do template, recebo uma mensagem de erro - não posso entrar no primadesblog. Tento o da minha filha: acesso completo. Tento um outro que tenho, que nem sequer está público, mas está sob o meu nome, também me impede o acesso. Pensei que a minha vida de blogues estaria terminada. Eu, que nem me tenho metido em políticas... Chegou! Se acabo porque quero, ninguém tem nada com isso; se me querem impedir, aí já a história é outra! Eu volto já!

CAP @ 11/04/2004 11:12:00 da tarde

Comentar (4)

I don't know why I even bother... 

CAP @ 11/04/2004 01:18:00 da manhã

Comentar (3)

quarta-feira, novembro 03, 2004

A blogobola 

Não sei porque é que não transcrevi isto ontem: Os momentos aqui não são eternos. São passagens diárias. São risos que se leram quando não riamos, momentos de inteligência que nos despertam do sono da preguiça criativa, frases que nos guiam em dias escuros, lamentos e pedidos de ajuda que nos fazem querer ajudar. Isto aqui é um grande prédio, onde embora nem todos se falem, todos se observam. Cada cabeça com sua sentença, mas todas sabendo as regras, necessidades, e desejos, de todo o condomínio.

CAP @ 11/03/2004 11:57:00 da tarde

Comentar (1)

terça-feira, novembro 02, 2004

Spamices número qualquer coisa... 

Logo agora que descubro que tenho uma irmã, venho a saber que ela está doente: help your sister with her suffering A Rachel (quem?) finalmente emagreceu: hey friend-I lost a lot of weight with this Para se conseguir descontos é preciso gritar: iiiiinexpensive geneeeeeeerics onliiiiiiine E também que eu sou: Haunted by Past Lives

CAP @ 11/02/2004 10:58:00 da tarde

Comentar (0)

A propósito de curiosidades 

Será esta

halibut

a pomada milagrosa dos japoneses? (Com o patrocínio da Encantada)

CAP @ 11/02/2004 07:00:00 da tarde

Comentar (1)

Dúvida mal esclarecida 

Se projecto duas sombras, que quer isso dizer de mim?

CAP @ 11/02/2004 12:23:00 da manhã

Comentar (3)

segunda-feira, novembro 01, 2004

NOVEMBRO 

Novembro chega feliz e terno, como uma vendedora de flores, que, além das flores, trouxesse uma cantiga na boca. Ouço já a cantiga e ninguém me impede de ser feliz nesse novembro. Ninguém. Nem mesmo outros novembros. Vou evitar, por isso, meus caminhos retos, minha casa serena dos meus dias retos, meu jardim discreto que só viu amores lícitos, minha mesa pronta com café e goiabada, minha mulher que tomou banho e me espera prá dormir. Evitarei olhar o céu, prá que Deus não me incrimine. (Se Ele me vir, é capaz de me mandar para casa!) Para que voltar prá casa se a casa é de todo o dia? Para que caminhos retos, com borboletas azuis? Para que jardim discreto, se o amor de lá é lícito? Para que a mesa pronta, com café e goiabada? Vou sonhar ao lado de moças leves, que me esperam por trás das tardes cheias de sóis mortos como deuses. Minha mulher não me perdoa? Eu a perdôo... E vou buscar novembro, que me chega como uma rapariga terna e me oferta flores. Berilo Wanderley

CAP @ 11/01/2004 03:51:00 da tarde

Comentar (0)

| fim da página principal |

BlogRating

alta en buscadores
Contador de Visitas

online
Tantos enganados...


referer referrer referers referrers http_referer
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Rights on the Web
Ajude a Combater o Spam! Clique aqui!

Motorizado por Blogger.

Technorati search
Who Links Here