<$BlogRSDURL$>

(Re)nascido


Um blogue a toda a largura (redimensionável pelo leitor)

sexta-feira, abril 28, 2006

Levar com Cervantes 

montagem-cap

CAP @ 4/28/2006 10:24:00 da tarde

Comentar (5)

Quase mínima 

Era mau, mas incapaz de aprender: continuava a atirar as aves do alto de penhascos e a tentar afogar os peixes.

CAP @ 4/28/2006 12:23:00 da manhã

Comentar (5)

quinta-feira, abril 27, 2006

Inutilidades 

Estive sem ouvir rádio quase desde o início do ano. Regressando agora, tenho uma dúvida: já era assim tão má ou piorou entretanto? Acho que sei a resposta.

CAP @ 4/27/2006 11:11:00 da tarde

Comentar (4)

Ai cai! 

copyright-cap No murmúrio do rio, uma formiga sem rumo

CAP @ 4/27/2006 05:45:00 da tarde

Comentar (5)

quarta-feira, abril 26, 2006

Privado 

Se desses algum uso ao teu quatre-vingt-treize, sempre recebias qualquer coisa do padrinho...

CAP @ 4/26/2006 10:49:00 da tarde

Comentar (4)

Esta voz não vos faz lembrar alguém? 

Actualização: depois da ameaça de dois cavalos de tróia, lá consegui a letra, na cache do Google. L'étranger I was born today There were strangers there Cut me off and left me in a chloroformed cell I yelled and i yelled But nobody cared First day of school I lost my front teeth Boys beat me up cause I wasn't one of them I fought til i bled and everyone was scared Yeah everyone was scared It isn't my fault That i'm strange I wasn't good at kickball I wasn't good at girls I used to make a habit of peeing in my pants Cause i was scared and i couldn't dance and nobody cared but i learned Today i'm glad to say I'm just like to rest Anonyme is best Anonyme is best and life grows stranger every day Has anybody dared to be more that dead It isn't my fault That i'm strange Mother died today Or maybe yesterday I don't know i don't know i don't know Got to ask my boss to let me go At the funeral they expected me to cry Well i didn't I don't know why I don't know how Everybody's staring at me now What's gone to their heads It isn't my fault That i'm strange I'm strange i'm strange i'm strange I'm the stranger Tuxedomoon, Suite en sous-sol, 1982

CAP @ 4/26/2006 01:03:00 da manhã

Comentar (2)

terça-feira, abril 25, 2006

O cravo 

O dia não se faz de sessões solenes. Faz-se de manifestações populares.

CAP @ 4/25/2006 03:27:00 da tarde

Comentar (4)

segunda-feira, abril 24, 2006

Ainda terei cura? 

Estou a ficar um insensível! Dezenas e dezenas de declarações de amor, acompanhadas de cartões e fotos; convites para receber a carta verde que permite emigrar para a terra das oportunidades (para alguns); ofertas de software e de graus académicos ao preço da chuva; avisos das Finanças; newsletters de um fanático religioso americano; propostas de negócios fabulosos; truques para satisfazer a mulher mais exigente. Mais disto: お返事をお待ちしてお ou disto: アドレス変わりました Em suma: amor, sexo, dinheiro, bens terrenos e um lugar no céu. E eu que faço? Permaneço insensível a todas estas solicitações. Ok! Ok! Eu espreito a pasta do spam, mas não abro...

CAP @ 4/24/2006 07:12:00 da tarde

Comentar (5)

domingo, abril 23, 2006

Triste sina a do livro 

Para precisar de um dia mundial.

CAP @ 4/23/2006 10:37:00 da tarde

Comentar (4)

sábado, abril 22, 2006

Publicidade de outros tempos 

... E sumos? Você gosta de sumos?

CAP @ 4/22/2006 12:24:00 da manhã

Comentar (4)

quinta-feira, abril 20, 2006

Mais mínimas de trazer por casa 

Basta precisarem de ti para seres lembrado.

CAP @ 4/20/2006 11:06:00 da tarde

Comentar (8)

quarta-feira, abril 19, 2006

E depois, há aquelas pessoas que te cumprimentam porque já agora...

CAP @ 4/19/2006 11:27:00 da tarde

Eu não sou lisboeta! 

O Nuno Guerreiro, melhor do que eu, sabe dizer porquê. Durante três dias, há 500 anos. Senhor!

CAP @ 4/19/2006 06:24:00 da tarde

Comentar (6)

terça-feira, abril 18, 2006

Insensibilidade da manhã 

Um desconforto contínuo nas costas, ao conduzir. Dez quilómetros assim, até o cérebro perguntar pela pasta dos documentos... Atirada para o banco, na véspera à noite, foi-me empurrando os rins para a frente, para respirar.

CAP @ 4/18/2006 09:57:00 da tarde

Comentar (6)

Movimento de hélice 

Serge Teyssot-Gay & Khaled AlJaramani, Interzone, 2005 Durante a última tournée dos Noir Désir, Teyssot-Gay, guitarrista do grupo, encontrou o sírio AlJaramani que assistia pela primeira vez a um concerto rock. Um, não falando árabe e o outro, não falando francês, deixaram as cordas das guitarras e do oud falarem por eles. Disfrutem! Bin, nem sei para onde mandar a carta, se para aqui, se para aqui. Espero que tu, em especial, gostes.

CAP @ 4/18/2006 01:44:00 da manhã

Comentar (2)

segunda-feira, abril 17, 2006

Grama-Língua (internacional) 

Behold what's left before you. Is it right?

CAP @ 4/17/2006 10:15:00 da tarde

domingo, abril 16, 2006

copyright-cap Olá. Eu sou o Tenório. O miúdo é muito tímido, é por isso que não se ouve muito bem.

CAP @ 4/16/2006 11:18:00 da tarde

Comentar (11)

sábado, abril 15, 2006

Grama-Língua VI 

Tens um problema? Parte! Em busca do grande soluço.

CAP @ 4/15/2006 12:34:00 da manhã

Comentar (5)

sexta-feira, abril 14, 2006

O cantinho da idiotice irritante 

Jovem, aproveita e diverte-te enquanto podes, é que daqui a 15-20 anos vais estar completamente surdo por causa dos concertos, das discotecas e dos Ipods; amblíope, morbidamente obeso e cheio de artrites por causa do computador; com uns transplantes múltiplos por causa dos shots; desmemoriado por causa das pastilhas; enferrujado com reumatismos vários por não saberes o que é um guarda-chuva... Quanto a ti, pázinho que tens a mania que és bonito, olha que já não te falta tanto tempo assim! E enquanto me lembrar, não volto sempre, não. É mais nunca!

CAP @ 4/14/2006 12:27:00 da manhã

Comentar (2)

quinta-feira, abril 13, 2006

Este exercício não pode ser considerado poesia, pois é um mero heteroplágio 

copyright-cap Ginástica pedante vaga mente por fechar. Cabriola oca, baralha e torna a dar... Pintura-disfarce de signo, desígnio. A fazer de mim enganado... Fantasma sem castelo, apenas pontuação. Se nada ocorre, o que decorre? Rubens proscrito, injuriado, a dieta forçado! A fazer de mim enganado...

CAP @ 4/13/2006 08:20:00 da tarde

Comentar (6)

Caminho 

copyright-cap Nem sempre tão fresco, nem sempre tão assim.

CAP @ 4/13/2006 05:50:00 da tarde

Comentar (3)

sábado, abril 08, 2006

Literal com duplo sentido 

Talvez comprando mais à frente fique mais barato ;) Vou pôr-me ao fresco.

CAP @ 4/08/2006 01:21:00 da manhã

Comentar (7)

Grama-Língua V - pleonasmo 

Pedro Rocha

CAP @ 4/08/2006 12:42:00 da manhã

Comentar (3)

sexta-feira, abril 07, 2006

Grama-Língua IV 

- Qual é a sala? - Zar.

CAP @ 4/07/2006 08:07:00 da tarde

Comentar (5)

quinta-feira, abril 06, 2006

Pedagógico 

era dizeres onde fica o teu cesto dos papéis (vulgo, caixote do lixo).

CAP @ 4/06/2006 11:45:00 da tarde

Comentar (5)

À falta de opas... 

Desde Março passo por aqui. Agora, também por aqui. Sem contar os secretos, eh! eh!

CAP @ 4/06/2006 09:00:00 da tarde

Comentar (4)

Tem publicidade, um erro, mas dá para entreter 

CAP @ 4/06/2006 08:40:00 da tarde

Comentar (4)

quarta-feira, abril 05, 2006

1329 entradas novas 

Depois de um interregno forçado, dou uma volta pela Palestina em que se tornou a blogosfera nacional. Nunca fui grande apreciador de lapidações, por isso prefiro a ilha da Malta. Perdoem-me a falta de comentários, mas o tempo não dá para tudo.

CAP @ 4/05/2006 11:34:00 da tarde

Para tudo existe uma primeira vez... 

de 1ª E esta, é a de uma amiga. O espaço é agradável, o ambiente informal, a música está sempre presente, os chouriços assando em fogo vivo costumam passar por entre as mesas deixando os sentidos despertos e gulosos. Esta, não é uma mostra da cidade mas sim de olhares sobre a cidade, de formas e cores que vão sendo recolhidas, combinadas, seccionadas, sentidas, tentando, acreditando na tradição índia, nesta representação prender-lhe a alma. Espero que apareçam e gostem. O “livro das reclamações” estará sobre o balcão para que possam deixar o vosso testemunho. …de @feição Uma mostra de formas e afectos Pé d’água Bar – Av. Diogo Leite 410 – Ribeira de Gaia Aberto das 21:00 às 2:00 … ou até sair o último cliente

CAP @ 4/05/2006 01:38:00 da manhã

Comentar (4)

Eu já contribuí... e tu? 

Seria daqui a uma semana que o fruto do meu trabalho começaria a ser meu e só meu, visto que até agora andei a trabalhar só para poder pagar os impostos de 2006. Mas é preciso que alguém se chegue à frente com as despesas da deslocação a Angola de um pequeno grupo de (mal) remediados da vida.

CAP @ 4/05/2006 12:45:00 da manhã

Comentar (3)

sábado, abril 01, 2006

Kaput! 

Este blogue não tem amanhã.

CAP @ 4/01/2006 12:40:00 da manhã

Grama-Língua III - o condicional não é indicativo 

Posicionou todos os seus reflexos lado a lado, tentando completar a paciência espelhada. Atribuir-lhe um sentido obrigatório. Rotundo! Prioritário. Pouco depois desistiu...

CAP @ 4/01/2006 12:37:00 da manhã

Comentar (9)

| fim da página principal |

BlogRating

alta en buscadores
Contador de Visitas

online
Tantos enganados...


referer referrer referers referrers http_referer
Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Rights on the Web
Ajude a Combater o Spam! Clique aqui!

Motorizado por Blogger.

Technorati search
Who Links Here